Reino Unido apela diálogo e respeito à Constituição da República

dkO Reino Unido considera o diálogo aberto e sério entre os guineenses como a melhor forma de ultrapassar o impasse político vigente na Guiné-Bissau e, igualmente, respeitar a Constituição da República.

A mensagem de apelo da Grã-Bretanha foi transmitida no dia 3 deste mês, pelo embaixador daquele reino para a Guiné-Bissau, Senegal e Cabo Verde, com residência fixada em Dakar, após uma audiência com o Chefe de Estado, José Mário Vaz.

A saída do encontro, o diplomata britânico, George Hodgson, disse que o atual impasse político que o país atravessa há mais de dois anos só pode ser ultrapassado pelos guineenses num diálogo aberto e sério, respeitando estritamente a Constituição da República.

“Abordei com o Presidente da República sobre a situação económica e política vigente na Guiné-Bissau. Essencialmente, na vertente política, falamos sobre as eleições legislativas, previstas para o ano 2018 e as presidenciais em 2019”.

O embaixador felicitou às Forças Armadas por aquilo que qualificou de comportamento isento em relação à classe política, “contrariamente há muitos anos em que os militares e paramilitares eram considerados focos de instabilidades no país”.

George Hodgson disse que o encontro com José Mário Vaz serviu também para felicitá-lo pela celebração no dia 24 de setembro último, do 44º aniversário da independência da Guiné-Bissau e o seu povo.

Aliu Baldé

 

Print Friendly
Siga nos nas redes socias:
partilhar isso?

Deixar uma resposta

Todos direitos reservado JORNAL NOPINTCHA 2016