PR propõe a CEDEAO um roteiro que prevê a nomeação de novo Primeiro-ministro

O Chefe de Estado propôs aos seus homólogos da Comunidade Económica dos Países da África Ocidental (CEDEAO) na última cimeira realizada no sábado, dia 16, em Abuja, um roteiro para a saída da crise política que o pais enfrenta há mais de dois anos e que contém, entre outros pontos, a exoneração do atual Primeiro-ministro e o retorno incondicional dos militantes suspensos e expulsos do PAIGC.

José Mário Vaz falava domingo à chegada de Abuja e destacou que sugeriu aos seus pares uma solução para acabar com a crise política na Guiné-Bissau.

No roteiro, Presidente da República fala da degradação da política institucional no país decorrente da incapacidade revelada por atores políticos em geral e em particular aos signatários do Acordo de Conacri de implementar as disposições do referido pacto.

“O Presidente da República propõe, entre outros pontos, a reintegração imediata e incondicional dos militantes, responsáveis do PAIGC desde a base até aos órgãos nacionais, bem como a anulação das conferências e levantamento das sanções “, disse.

O roteiro recomenda ainda a abertura rápida do plenário da Assembleia Nacional Popular, exoneração do atual Primeiro-ministro e início das consultas com os partidos com assentos parlamentar e o grupo dos 15 deputados expulsos do PAIGC para a escolha consensual do novo chefe de governo.

José Mário Vaz frisou ainda que no regulamento que propôs aos chefes de Estados da CEDEAO a nomeação de um novo Primeiro-ministro ao abrigo do Acordo de Conacri, bem como a formação de um Governo inclusivo e consensual que tenha em conta a participação dos partidos políticos com assento parlamentar, o grupo dos 15 deputados e a sociedade civil.

O Chefe de Estado também pediu a manutenção das forças da ECOMIB até à realização das próximas eleições gerais em 2019 de forma a dar mais tempo ao novo governo para proceder à revisão da Constituição e as reformas, principalmente nas áreas da defesa e segurança, organizar uma mesa redonda de diálogo entre as partes representadas no governo.

Igualmente, o documento recomenda a convocação da sessão da ANP, para escolha de um novo presidente da Comissão Nacional de Eleições e para apreciação e aprovação do projeto da revisão da Constituição.

In ANG

Print Friendly
Siga nos nas redes socias:
partilhar isso?

Deixar uma resposta

Todos direitos reservado JORNAL NOPINTCHA 2016