Ministro do Interior fala de comportamento imparcial das forças da ordem pública

“A Guiné-Bissau está progressivamente a ganhar prestígio a nível de garantia de segurança aos cidadãos e paulatinamente a libertar-se das más práticas como, por exemplo, abuso de autoridade, ódio, vingança, perseguições e matanças, graças ao empenho das forças de ordem e segurança.” A afirmação é do ministro de Estado e do Interior, Botche Candé, proferida na semana passada, durante um encontro que teve com os oficias superiores da Polícia de Ordem Pública, dos Serviços de Segurança do Estado, Bombeiros e da Guarda Nacional.

O encontro tinha como objetivo felicitar os agentes pelo serviço imparcial que vêm desenvolvendo perante a presente crise política.

Para corroborar as suas palavras, o ministro do Interior mencionou o elogio da comunidade internacional, e não só, apresentando a missiva que o PAIGC dirigiu ao seu Ministério em reconhecimento do trabalho assegurado durante a realização da recente convenção dos libertadores. Segundo a sua declaração, os agentes evitaram, com a sua atuação,possíveis distúrbios e provocações.

Assim, Botche Candé manifestou o desejo de, quando um dia deixar de exercer o cargo neste Ministério, ver reconhecido, no futuro, o  trabalho nele realizado como uma das instituições que mais contribuíram para acalmar os ânimos exaltados das várias forças políticas nacionais, conforme desejo manifestado por organizações internacionais, nomeadamente a CEDEAO, as Nações Unidas, a União Africana e a União Europeia.

No entender de Botche Candé, a responsabilidade dos agentes de defesa e segurança no contexto atual é enorme, pelo que exortou os seus membros a redobrarem de esforços no exercício da função de manutenção da ordem pública, evitando a manifestação de “ódio entre irmãos” sem, no entanto, assumir posições que contrariem a lei e direitos humanos. Botche Candé disse acreditar que o trabalho desenvolvido pelos agentes vai entrar para a história do país.

Texto e foto: Nelinho N’Tanhá

 

 

 

Print Friendly
Siga nos nas redes socias:
partilhar isso?

Deixar uma resposta

Todos direitos reservado JORNAL NOPINTCHA 2016