Ministro diz que investir na família nunca é um fardo económico-social para o Estado

O ministro da Mulher, Família e Solidariedade Social, Carlos Alberto Kennedy de Barros afirmou durante a mensagem alusiva à comemoração de 15 de Maio, dia da família sob o lema “Famílias, Educação e Bem-estar” instituído há 14 anos pelas Nações Unidas, através da Resolução 47/237, que o lema escolhido este ano enaltece o papel das famílias na educação dos seus membros e base vital para a construção de uma sociedade decente.

Na mensagem, Barros considera que tendo em conta que a família é o pilar de qualquer sociedade e que a nossa não podia ser exceção; assinalar a data de hoje reveste-se de uma grande importância porque convida-nos a refletir em conjunto sobre os maiores problemas que afetam as famílias guineenses e a propor medidas coerentes e necessárias, capazes de fazerem face a esses problemas.

Por outro lado, disse que esta preocupação com a família enquanto “Firkidja da Sociedade” vem reafirmar o engajamento do atual Governo através do Ministério da Mulher, Família e Solidariedade Social, enquanto principal responsável pela proteção social da família guineense.

Mais adiante, mostrou que o lema reflete em exata medida a preocupação e engajamento do Governo em tudo fazer no sentido de proporcionar o bem-estar as famílias guineenses. Acrescentou que, tanto assim que nesta data, o seu Ministério enquanto departamento do Governo responsável pela definição e execução da política de proteção social, na qual a problemática da família é crucial, dispõe de um instrumento de orientação estratégica designado Política Nacional da Família.

“ A proposta base da concepção desta Política vem no sentido de incitar a mudança do paradigma: investir de forma séria e consistente para resolver os problemas que as famílias enfrentam”, lê-se na mensagem.

Kennedy de Barros, enquanto responsável do pelouro apelou no sentido de darmos maior proteção a todos os cuidadores nas famílias, sejam eles pais, avos ou irmãos para que juntos possamos mudar o quadro deplorável em que se encontra a família guineense.

 Entrega de donativo

 Antes da mensagem proferida pelo Ministro da Mulher, Família e Solidariedade Social, foram entregues a três famílias, concretamente uma do bairro de Amedalai e duas do setor de Prábis, uma quantia de 150 sacos de arroz, 15 litros de óleo, 16 bacias, 15 pares de chinelo, três espumas e 200 folhas de zinco.

As duas famílias de Prábis foram alvo de um incêndio e a outra de Amedalai, de prejuízos de guerra afetando também uma viúva e um deficiente visual.

Esta iniciativa tornou-se realidade, graças ao apoio que a organização WESTÁFRICA, fábrica de espuma LATEX e a força da CEDEAO denominada ECOMIB, que se encontra no país para assegurar as instituições e figuras do Estado desde o golpe de Estado de 2012; iniciativa essa efetuada ao Ministério acima referido.

Texto e Foto: Elci Pereira Dias

Print Friendly
Siga nos nas redes socias:
partilhar isso?

Deixar uma resposta

Todos direitos reservado JORNAL NOPINTCHA 2016