Ministério da Agricultura apreensivo com corte abusivo de árvores

A secretária de Estado das Florestas e Pecuária afirmou, recentemente, que o Ministério da Agricultura está preocupado com o corte desenfreado de árvores, razão pela qual decidiu traçar prioridades para superar tais abusos.

O objetivo do projeto Bosque Comunitária visa contribuir para a sustentabilidade ambiental e definir a estratégia de mitigação dos efeitos da mudança do clima cujas implicações ambientais, sociais e económicas no país resultou na implementação de um sistema eficaz de gestão e controlo dos recursos florestais.

A formação de cinco técnicos da Direção-Geral das Florestas pelo projeto Bosque Comunitária, em parceria com a Direção da Fauna durante oito meses, em matéria de gestão sustentável das florestas na Região de Oio, mais concretamente no Viveiro Nacional de N´Bunhe. Neste evento, não só foi homenageado o coordenador do projeto como, também, assinalado o término da própria missão desta ONG espanhola.

A cerimónia de encerramento da formação e entrega dos diplomas aos formandos foi presidida pela secretária de Estado das Florestas e Pecuária que, na ocasião, revelou que a exploração florestal descontrolada dos recursos madeireiros causou o enfraquecimento da nossa floresta.

Por isso, segundo Maria Evarista de Sousa, o Ministério de Agricultura está preocupado com o corte desenfreado de árvores, razão pela qual decidiu traçar prioridades para debelar essa situação.

Evarista de Sousa disse que o resultado alcançado pelo projeto contribuirá para a redução da pressão de exploração sobre os recursos florestais, por um lado e, por outro, irá permitir a gestão racional dos mesmos.

Por sua vez, o diretor-geral das Florestas afirmou que o projeto conseguiu atingir todos os resultados previstos durante a sua atividade ao longo dos dois anos de serviço no país.

Mamadu Mané Camará manifestou satisfação com a formação dos técnicos, razão pela qual prometeu fortalecer ainda mais a cooperação existente entre as três partes, nomeadamente a Direção-Geral das Florestas, a da Fauna e o projeto Bosque Comunitária.

Julciano Baldé

Print Friendly
Siga nos nas redes socias:
partilhar isso?

Deixar uma resposta

Todos direitos reservado JORNAL NOPINTCHA 2016