Guiné-Bissau dispõe de mais de 171 milhões de toneladas de bauxite

Técnicos guineenses anunciaram que a Guiné-Bissau dispõe de mais de 171 milhões toneladas de bauxite, e não as 113 milhões toneladas encontradas no país nos finais de 1970, por uma empresa russa.

Estes dados foram avançados por Nelson Menezes Arnaldo, diretor de Serviços de Geologia da Empresa Bauxite Angola, durante apresentação do tema: Bauxite de Boe, conceitos e perspetivas da empresa Bauxite Angola na exploração dos minérios.

Nelson Menezes Arnaldo falava durante uma ação de formação destinada aos jornalistas e comunicadores de rádios comunitárias, cujos trabalhos terminaram quarta-feira 17 de maio, em Bissau.

“Tínhamos mais 113 milhões de toneladas de bauxite aquando de um estudo feito por uma empresa russa na Guiné-Bissau, mas atualmente este número subiu para mais de 171 milhões de toneladas de bauxite na região de Gabu, setor de Boé, no leste da Guiné-Bissau”, disse.

Por outro lado, o mesmo técnico referiu que a com eventual exploração destes minérios, a Guiné-Bissau vai precisar de utilizar o território da Guiné Conacri, na povoação Coguom, onde os dois países vão necessitar de trabalhar em conjunto para a exploração do minério.

Em termos de qualidade Nelson Menezes disse que a Bauxite da Guiné-Bissau se posiciona em mais de 45 por cento, comparativamente a outros países. “Posso vos informar que a bauxite da Guiné-Bissau é aceitável, está estimada acima de 45 por cento, muito mais em relação aos outros países, tal como a Austrália que tem a bauxite com 35 por cento em termos de qualidade natural”, disse.

Dados recolhidos pela e-Global indicam que na sequência do estudo de reavaliação efetuado, a Guiné-Bissau tem um total de seis jazigos, dos quais cinco com estudos já concluídos, nomeadamente o jazigo Eva, Caim, Rachel-Rebeca, Vendu-Leidi e Felo-Canhage.

ANG/e-Global Notícias em Português

Print Friendly
Siga nos nas redes socias:
partilhar isso?

Deixar uma resposta

Todos direitos reservado JORNAL NOPINTCHA 2016