Governo perspetiva construção de centro hospitalar de referência e pólo universitário

Se tudo correr como previsto, a Guiné-Bissau vai beneficiar de um grande centro hospitalar de referência e um pólo universitário que, em princípio, deverão ser construídos, respetivamente nas regiões de Bafatá e Gabu, leste do país.

A informação foi avançada na quinta-feira pelo Primeiro-Ministro, Umaro Sissoco Embaló, quando procedia ao balanço da sua participação na cimeira dos Chefes de Estado e de Governo da Conferência de Cooperação Islâmica (OCI), realizada de 9 a 10 deste mês, na cidade de Astana, capital do Cazaquistão. O encontro abordou essencialmente a problemática de ciência, tecnologia e inovação no seio da organização.

Entretanto, o Primeiro-Ministro disse que o Presidente cazaque, Noursoultan Nazarbaïev, pediu que o país apresentasse um projeto concreto a este respeito. Adiantou que o mesmo será entregue ao Chefe de Estado do Cazaquistão já durante a Assembleia-Geral das Nações Unidas, em Nova Iorque.

Outro presidente com quem Umaro Sissoco Embaló trocou impressões foi o Chefe de Estado turco que, segundo o Primeiro-Ministro, garantiu que a Turquia aumentar o número de bolseiros do país, tendo lhe pedido também que mande especialistas médicos para ajudar os seus homólogos guineenes a especializarem

Durante a sua estada em Astana, Sissoco Embaló manteve ainda encontros bilaterais com os presidentes do Irão, Azerbaijão, Afeganistão, entre outros contactos.

Neste particular, informou que o chefe de Estado afegão elogiou o desempenho económico da Guiné-Bissau e encorajou as autoridades nacionais a prosseguir nesta senda.

Ibraima Sori Baldé

 

 

Print Friendly
Siga nos nas redes socias:
partilhar isso?

Deixar uma resposta

Todos direitos reservado JORNAL NOPINTCHA 2016