Governo assina acordo para construção de central térmica em Bor

Florentino Mendes Pereira, ministro da Energia (foto arquivo)

O Ministério da Energia e Indústria assinou, na semana passada, um contrato com a empresa francesa Delmas para a construção de uma central térmica de 15 megawatts, em Bor, arredores de Bissau.

A nova central elétrica será construída com o apoio financeiro do Banco Oeste Africano de Desenvolvimento (BOAD), a rondar um montante de 16 bilhões de francos CFA, com a duração das obras estimada em 18 meses.

Falando no ato da assinatura do referido acordo, o ministro de Estado, da Energia e Indústria esclareceu ter sido a Delmas a vencedora do concurso internacional lançado neste sentido, frisando que o ato constitui um passo no reforço de capacidades do setor elétrico do país.

Florentino Mendes Pereira diagnosticou o setor energético como sendo o grande problema que aflige o país, aliado à falta de infraestruturas, pelo que não se pode falar com propriedade da causa de uma verdadeira produção de energia, uma vez que a Empresa de Eletricidade e Águas da Guiné-Bissau (EAGB) não possui nenhum grupo próprio.

“A rede de distribuição de energia que o país usa vem desde os tempos da independência e requer uma intervenção profunda e séria, com vista a garantir a qualidade de energia que vai chegar às nossas casas”, lembrou, sem esclarecer quando é que o executivo irá proceder a essa operação.

Entretanto, o governante qualificou esta obra como sendo de grande envergadura para o país.

“Também estão em curso a construção de outras infraestruturas energéticas no país”, informou o ministro, revelando que o BOAD teria já assinado um contrato com a EAGB para a construção da rede de distribuição de 30 quilowatts na cidade de Bissau; da rede de transporte de energia de Bor a Bissau, bem como o projeto de eletrificação a 14 setores da Guiné-Bissau “, informou.

“Esperemos que, com a construção desta central de 15 megawatts, se possa proporcionar energia elétrica a toda  a população e colmatar as necessidades do país neste domínio”, prometeu na ocasião Stephan Rom, representante da empresa francesa Delmas.

ANG

Print Friendly
Siga nos nas redes socias:
partilhar isso?

Deixar uma resposta

Todos direitos reservado JORNAL NOPINTCHA 2016