França favorável a soluções para aplicação de Acordo de Conacri

O embaixador de França na Guiné-Bissau, Jean-Louis Zoel, afirmou hoje ser favorável a todas as soluções que permitam a aplicação do Acordo de Conacri para ultrapassar o impasse político no país.

«A França é membro permanente do Conselho de Segurança das Nações Unidas e a questão da Guiné-Bissau tem estado regularmente na agenda. A última vez que tomou posição sobre a Guiné-Bissau foi no quadro do Conselho de Segurança da ONU. A França é favorável a todas as soluções que vão ao encontro da aplicação do Acordo de Conacri. Até este momento, este acordo não está a ser aplicado na sua totalidade», afirmou o embaixador francês.

Jean-Louis Zoel falava aos jornalistas no final de um encontro com o Presidente da Guiné-Bissau, José Mário Vaz, para entregar uma carta do seu homólogo francês, Emmanuel Macron, a agradecer a carta de felicitações enviada pelas autoridades guineenses, após a sua eleição.

«Nós esperamos todos que o acordo seja efetivamente cumprido», disse, acrescentando que abordou também com o Presidente guineense «outros assuntos de interesse comum entre a França e a Guiné-Bissau».

O atual Governo da Guiné-Bissau, de iniciativa presidencial, não tem o apoio do partido que ganhou as eleições com maioria absoluta e o impasse político tem levado vários países e instituições internacionais a apelarem a um consenso para a aplicação do Acordo de Conacri.

O Acordo de Conacri, patrocinado pela Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO), prevê a formação de um governo consensual integrado por todos os partidos representados no parlamento e a nomeação de um primeiro-ministro de consenso e da confiança do chefe de Estado, entre outros pontos.

A BOLA

Print Friendly
Siga nos nas redes socias:
partilhar isso?

Deixar uma resposta

Todos direitos reservado JORNAL NOPINTCHA 2016