Feirantes e utentes dos mercados de Safim aliviam do sofrimento

As populações do setor de Safim. depois de muito tempo a utilizarem os mercados improvisados sem condições mínimas de higiene, a venderem os pescados e outros produtos rentes ao chão, agora foi inaugurado, no dia 6 de julho, o mercado central que foi reabilitado de raiz, graças à administração local.

Este mercado denominado “Lona Nambera”, o nome do primeiro presidente do Comité de Estado do setor de Safim, que construiu esta referida feira em 1973.

A reabilitação deste mercado, que durou cerca de três meses e cujo montante não foi revelado, dispõe de 75 balcões, 13 mercearias (cacifos) e um espaço de cerca de 600 metros quadrados disponibilizado para a venda popular (lumos).

Assim também, dispõe de duas casas de canho, bem equipadas e reúne requisitos mínimos exigidos, quer da segurança assim como em termos da higiene básica para a sua utilização.

No ato inaugural, o administrador do setor de Safim, afirmou que a nova infraestrutura vai ‘empurrar’ a atividade comercial local, particularmente o desenvolvimento de pequenas atividades por parte das mulheres e contribuir para a redução da pobreza.

Libano Gomes Dias prometeu que as suas ações em colaboração com a sua equipa e das populações vão fazer este setor dispor de muitas coisas valiosas que vão minimizar os sofrimentos dos seus habitantes; garantiu que, brevemente, o setor vai dispor de um matadouro novo para o abate do gado bovino, com o objetivo de dar mais segurança em termos da higiene e incolumidade.

Em gesto de agradecimento, Meta Sonco, em nome das vendedeiras, agradeceu o desempenho da administração local, em particular do seu administrador Líbano Gomes Dias pelas iniciativas empreendidas em prol do desenvolvimento do setor de Safim.

No mesmo dia, o administrador do setor de Safim, Libano Gomes Dias e a sua equipa de trabalho atribuíram o Certificado de Mérito à equipa de futebol, do atletismo e ao grupo cultural que participou no festival entre setores da região de Biombo, pelas suas prestações nas provas em que participaram, fazendo elevar, com honra, o nome do setor de Safim.

O representante do Governo neste setor, Gomes Dias, afirmou que as pessoas têm que ter coragem de reconhecer indivíduos que fazem algo de positivo, principalmente estes jovens aos quais foram atribuídos os certificados de mérito.

 Texto e foto: Fulgêncio Mendes Borges

 

Print Friendly
Siga nos nas redes socias:
partilhar isso?

Deixar uma resposta

Todos direitos reservado JORNAL NOPINTCHA 2016