Domingos Simões Pereira convidado para Academia da Cultura Portuguesa

O antigo primeiro-ministro da Guiné-Bissau, Domingos Simões Pereira, foi convidado para integrar a Academia Internacional da Cultura Portuguesa (AICP), cargo que vai assumir a partir do próximo dia 26, em Lisboa.

Segundo Domingos Simões Pereira, o convite «é o reconhecimento do povo e das autoridades portuguesas» pelo seu desempenho no desenvolvimento da língua e cultura lusas o que, disse, o enche de orgulho.

«Recebi este convite como um sinal de confiança, de apreço, de uma manifestação das autoridades, do povo português e de todos os que partilham a língua portuguesa, talvez de algum reconhecimento pelo trabalho que desenvolvi no passado e talvez, de alguma forma, no presente», declarou Domingos Simões Pereira.

O político foi secretário executivo da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP), entre 2008 e 2012.

Quando receber a acreditação oficial no próximo dia 26, em Lisboa, para ser membro correspondente da AICP, Simões Pereira passará a ser o segundo guineense a integrar aquela associação, depois de Carlos Lopes, antigo secretário-geral adjunto das Nações Unidas.

Sem esconder regozijo pela nomeação, Domingos Simões Pereira disse ter recebido a sua indicação como «sinal de esperança que o povo português, em particular, e os restantes falantes da língua portuguesa dão aos guineenses».

Em jeito de conclusão, Simões Pereira promete levar «uma contribuição positiva» para que a ação da academia continue a servir os povos que se expressam em português pelo mundo.

Abola

Print Friendly
Siga nos nas redes socias:
partilhar isso?

Deixar uma resposta

Todos direitos reservado JORNAL NOPINTCHA 2016