Colectivo de Partidos apela CEDEAO a responsabilizar PRS por obstrução à implementação do Acordo de Conacri

O Coletivo dos Partidos Democráticos, uma organização na qual integram o Partido Africano da Independência da Guiné e Cabo Verde (PAIGC), Partido da Convergência Democrática (PCD), União para Mudança (UM), Partido da Nova Democracia (PND), Partido de Solidariedade e Trabalho (PST) e o Movimento Patriótico (MP), apelou à Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO) para responsabilizar o Partido da Renovação Social (PRS) por aquilo que considera a recusa dos renovadores em participar no diálogo de busca de saída da crise política em curso no país.

Em conferência de imprensa, realizada  terça-feira, 2 de Maio, em Bissau, o grupo justifica o apelo com a alegada recusa por parte do PRS da   proposta do Presidente da Assembleia Nacional Popular para saída da crise, segundo a qual PAIGC ficaria com 18 pastas ministeriais , o PRS com 12 pastas e o PND com uma pasta.

O grupo refere, que “o PRS é o único partido que se recusa a participar neste diálogo pelo que deve ser também responsabilizado enquanto instituição que obstaculizar a implementação do Acordo de Conacri”.

Em relação aos 15 deputados expulsos do PAIGC, o Coletivo dos Partidos Democráticos lembra que o Acordo de Conacri, no seu ponto 10, determina a reintegração dos deputados em causa, e adianta que esta situação tem merecido a atenção da Direção do partido, tendo garantido tornar público as provas sobre as medidas tomadas e esforços feitos no cumprimento do acordo.

Ainda sobre esse caso, o grupo diz  que os 15 têm declinado todos os convites da Direcção do partido, alegando compromisso com o PRS, isto inclusive na presença da delegação da CEDEAO”.

Neste sentido, o Coletivo apela a maior ponderação dos 15 no espírito do cumprimento de Acordo de Conacri e ao PRS no retorno à convivência democrática tomando parte nas iniciativas que visam a formação do novo Governo inclusive e elaboração de programa consensual que vai ser aprovado na Mesa Redonda de Dialogo Nacional.

Ao Presidente da República, o Coletivo dos Partidos Democráticos apelou à imediata nomeação de Augusto Olivais ao cargo do primeiro-ministro, iniciando assim a implementação do Acordo de Conacri.

ANG

Print Friendly
Siga nos nas redes socias:
partilhar isso?

Deixar uma resposta

Todos direitos reservado JORNAL NOPINTCHA 2016